Ex-Presidente Bolsonaro e Aliados São Alvos de Operação da PF

 Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Na manhã desta quinta-feira (08), a Polícia Federal deflagrou a operação Tempus Veritatis, mirando uma organização criminosa que teria atuado na tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado Democrático de Direito. O ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, foi um dos principais alvos da ação, juntamente com outros aliados de seu governo.

Entre os investigados estão o ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, e o ex-ministro da Defesa, general Walter Braga Netto. Além disso, o ex-assessor de assuntos internacionais Filipe G Martins e o ex-integrante da segurança presidencial, coronel Marcelo Câmara, foram presos durante a operação.


O ex-comandante do chamado "Gabinete do Ódio", Tércio Arnaud, também foi alvo de busca e apreensão. A Polícia Federal informou que a operação visa apurar se esse grupo obteve vantagens políticas com a permanência de Jair Bolsonaro na presidência, especialmente por meio da disseminação da narrativa de fraudes nas urnas eletrônicas, visando criar um clima de instabilidade política no país.


No total, estão sendo cumpridos 33 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva e 48 medidas cautelares diversas da prisão. As medidas incluem a proibição de contato entre os investigados, a proibição de sair do país com entrega dos passaportes em 24 horas, e a suspensão do exercício de funções públicas.


A investigação apura detalhadamente as ações do grupo e sua possível influência na manutenção do ex-presidente Bolsonaro no poder. A operação Tempus Veritatis busca trazer à tona esclarecimentos sobre as alegações de golpe de Estado e ameaças ao Estado Democrático de Direito no Brasil.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem