Serviços variam 0,4% em novembro, após três meses no campo negativo

 

Foto - Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O volume de serviços prestados no Brasil apresentou um aumento de 0,4% na passagem de outubro para novembro, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa variação positiva quebra uma sequência de três meses de resultados negativos, período em que o setor acumulou uma perda de 2,2%.

Três das cinco atividades investigadas pela Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) registraram avanços em novembro. Os setores de "Outros Serviços" apresentaram o maior crescimento, com 3,6%, seguido por "Serviços Profissionais, Administrativos e Complementares" (1,0%) e "Serviços Prestados às Famílias" (2,2%).

O setor de "Outros Serviços" foi impulsionado pelo desempenho positivo dos serviços financeiros auxiliares, especialmente de empresas relacionadas ao uso de dinheiro digital, como as de máquinas eletrônicas de cartões de crédito e débito.

Os serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram destaque nas atividades jurídicas e nas empresas de cartões de desconto e programas de fidelidade. Já os serviços prestados às famílias recuperaram a perda registrada em outubro, impulsionados pelo aumento na atividade de espetáculos teatrais e musicais, como os shows da cantora Taylor Swift no país.

Por outro lado, as duas atividades de maior peso no setor de serviços, transportes e informação e comunicação, ficaram no campo negativo. O volume dos transportes recuou 1,0%, impactado especialmente pelo transporte aéreo, que teve uma queda de 16,1% em novembro. Os serviços de informação e comunicação variaram -0,1%, com o segmento de telecomunicações registrando uma queda de 3,2%.

Em relação aos resultados acumulados, o setor de serviços apresenta alta de 2,7% até novembro de 2023. No acumulado em 12 meses, a expansão foi de 3,0%, representando uma desaceleração em comparação ao mês anterior.

O setor de atividades turísticas teve um recuo pelo segundo mês consecutivo, com uma queda de 2,4% em novembro. Contudo, no resultado interanual e no acumulado do ano, as atividades turísticas permanecem no campo positivo.

O IBGE destacou que o aumento nos preços das passagens aéreas impactou negativamente o setor de transportes, serviços turísticos e, consequentemente, o setor de serviços como um todo.

Esses resultados indicam uma retomada gradual do setor de serviços, refletindo os desafios e oportunidades enfrentados pela economia brasileira. A próxima divulgação da Pesquisa Mensal de Serviços está prevista para 9 de fevereiro de 2024, referente aos dados de dezembro de 2023.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem