Seis capitais brasileiras estão no ranking das cidades mais promissoras do mundo

 

Foto: MTur Destinos

São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador são as capitais brasileiras que compõem a lista das 156 cidades mais promissoras do mundo. A pesquisa 2023 Global Cities Report, da consultoria global Kearney, foi divulgada no começo de janeiro deste ano. O estudo anual mede o desempenho atual e o potencial das cidades para atrair e reter investimentos, pessoas e ideias. O relatório indica a crescente distribuição geográfica das oportunidades.


Com relação a 2023, a pesquisa se concentrou nas transformações sociais, geopolíticas e tecnológicas que desafiam a hierarquia tradicional das cidades globais e criam uma geografia de oportunidades mais amplamente distribuída. O relatório explora os desenvolvimentos que influenciam as trajetórias dos locais, dando visibilidade, por exemplo, aos aspectos como a revolução do trabalho remoto e a aceleração no uso de tecnologias como a Inteligência Artificial.

No ranking, São Paulo ocupa a primeira posição entre as brasileiras ficando com a 46ª posição, seguida por Rio de Janeiro em 76º, Belo Horizonte em 111º, Porto Alegre em 115º, Salvador 124º e Recife fechando a lista em 131º. As capitais também apareceram na divulgação de anos anteriores.

ECONOMIA - O Turismo vem contribuindo, cada vez mais, com o desenvolvimento econômico e social das cidades brasileiras. Para potencializar os atrativos nacionais, o governo federal tem investido na melhoria da infraestrutura turística apoiando obras que aprimoram o atendimento a visitantes, como urbanização de orlas, pavimentação de vias e construção de centros de convenções. Em 2023, o Ministério do Turismo entregou mais de 500 obras em todo o Brasil, com um investimento federal de R$ 380 milhões.

Outra importante ação implantada pelo MTur no ano passado foi a ampliação e facilitação de acesso a financiamentos com as melhores condições de mercado. Por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), foram liberados, no ano passado, cerca de R$ 1,2 bilhão para empreendedores incrementarem seus negócios. Os recursos permitem a realização de obras, aquisição de equipamentos e a obtenção de capital de giro.

MAIS ATRATIVO - As melhorias na infraestrutura turística das cidades também ajudam a atrair mais turistas estrangeiros para o país. Em novembro de 2023, o Brasil registrou um recorde histórico de mais de R$ 3 milhões deixados no Brasil por esses visitantes. No acumulado de 2023, o montante chegou a R$ 30,8 bilhões, incremento de 40,3% em relação ao período de janeiro a novembro do ano anterior, de acordo com levantamento do Banco Central. O recorde anterior havia sido registrado em 2011, quando o montante chegou a R$ 2,669 bilhões.

Até novembro de 2023, último dado disponível no Painel de Chegadas da Embratur, mais de 5,2 milhões de visitantes estrangeiros desembarcaram no Brasil. Esse é o melhor resultado nos últimos três anos para o setor. O mês de novembro registrou a segunda maior chegada de turistas internacionais da história - com 504.395 visitantes - perdendo apenas para o 11º mês de 2015.

Por: Ministério do Turismo (MTur)

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem