Salário mínimo de R$ 1.412 passa a valer a partir hoje 1º

 

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A partir desta segunda-feira (1º/01), uma série de brasileiros, incluindo trabalhadores, aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílio-doença ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC), terão seus vencimentos elevados, com o novo salário mínimo fixado em R$1.412. Este reajuste, que já inclui a inflação dos últimos 12 meses até novembro (3,85%) e mais três pontos percentuais referentes ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022, visa proporcionar ganho real aos trabalhadores e combater as desigualdades.


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já havia anunciado um aumento prévio em maio de 2023, elevando o salário mínimo de R$1.302 para R$1.320. Esse incremento faz parte do Projeto de Lei de valorização permanente do salário mínimo, encaminhado ao Congresso Nacional, resultando no ajuste agora em vigor.

A estratégia do Governo Federal visa não apenas beneficiar diretamente os que recebem o salário mínimo, mas também impulsionar a economia nacional. A valorização desse piso salarial impacta positivamente o comércio, a indústria e, consequentemente, a criação de novos empregos.

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) destaca que cerca de 59,3 milhões de pessoas têm no salário mínimo a referência para sua renda. Com o reajuste, estima-se um aumento anual de R$ 69,9 bilhões na renda desses beneficiários.

A política de valorização do salário mínimo, iniciada em 2007 e transformada em lei em 2011, foi essencial para alcançar um aumento real de 77% entre 2003 e 2015, contribuindo para reduzir desigualdades sociais e retirar o Brasil do Mapa da Fome.

O Decreto 11.864/23, responsável por oficializar o reajuste, foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União, marcando o início do ano com uma medida que promete beneficiar significativamente milhões de brasileiros.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem