Presidente Lula solidariza-se com o equador e oferece cooperação no combate ao narcotráfico

 

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Na manhã desta terça-feira (23/01), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, conversou por telefone com o presidente da República do Equador, Daniel Noboa, no Palácio Alvorada. Durante a conversa, o presidente equatoriano compartilhou uma análise sobre as ações de enfrentamento ao narcotráfico e ao crime organizado em seu país.

O presidente Lula expressou solidariedade ao presidente Noboa e indicou a disposição do Brasil em ajudar o Equador, inclusive por meio de ações de cooperação em inteligência e segurança. Ressaltou que a luta contra o crime organizado é um desafio enfrentado pelo Brasil, especialmente devido à porosidade e extensão das fronteiras terrestres e marítimas do país.

Lula destacou que o Brasil atualmente ocupa a Secretaria Geral da Ameripol, uma organização regional que reúne trinta países e se dedica à cooperação e ao intercâmbio de informações policiais. O diretor-geral da Polícia Federal, responsável pela secretaria executiva da Ameripol, tem trabalhado em ações de coordenação regional.

Ambos os presidentes concordaram que os países sul-americanos devem permanecer unidos no combate ao crime organizado, que afeta a todos, e ressaltaram que o fortalecimento da integração regional é fundamental para superar esse problema. Além disso, destacaram a necessidade de coordenação com países consumidores de drogas para combater efetivamente o narcotráfico.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem