Fiocruz identifica nova variante da Covid-19 que vem causando aumento de casos no Ceará

Conhecida como Pirola, que vem causando um aumento expressivo de casos no estado do Ceará, esta é a primeira detecção desta linhagem no estado de Pernambuco.

Foto: Agência Brasil

A Frente de Vigilância Genômica de SARS-CoV-2 do Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz Pernambuco) identificou uma nova linhagem de Covid-19, denominada JN.1, conhecida como Pirola, em circulação no estado. A descoberta ocorreu por meio do sequenciamento genômico de amostras de pacientes enviadas pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen/PE) e originárias de cidades como Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Ouricuri, Paulista, Recife e Salgueiro.

O pesquisador Marcelo Paiva destaca que a presença da variante Pirola é um indício da tendência de aumento no número de casos observada no estado. "Recebemos um conjunto de amostras do Lacen/PE, e ao processá-lo, identificamos a circulação de uma nova linhagem, uma subvariante da Ômicron conhecida como Pirola. Essa variante está associada ao aumento do número de casos não só aqui, mas em outros estados", afirmou.

Foram processadas 46 amostras para o sequenciamento, resultando em 30 genomas com qualidade acima de 90% de cobertura. Todos os 30 genomas foram identificados como pertencentes à linhagem e sublinhagens da Ômicron (B.1.1.529-like e BA-like). Entre eles, foi detectado um genoma pertencente à linhagem JN.1, também conhecida como Pirola, que tem causado um aumento expressivo de casos no estado do Ceará. Essa é a primeira detecção dessa linhagem em Pernambuco.

Os dados são atualizados semanalmente na plataforma da Rede Genômica Fiocruz, contribuindo para o panorama nacional da circulação das linhagens do vírus.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem