DOC: Uma era de transferências bancárias chega ao fim

 A partir de segunda-feira (15), os bancos deixarão de oferecer o serviço de Documento de Ordem de Crédito (DOC) após quatro décadas de existência.

Getty Images

No próximo dia 15 de janeiro, às 22h, encerra-se um capítulo na história das transferências bancárias: o Documento de Ordem de Crédito (DOC) deixa de ser oferecido pelos bancos. Após quatro décadas de existência, tanto pessoas físicas quanto jurídicas não poderão mais contar com o serviço de emissão e agendamento de DOC para transferências entre instituições financeiras distintas.

O anúncio do fim do DOC foi feito pelas instituições bancárias no ano passado, e a data máxima para agendamento é até 29 de fevereiro. Após essa data, os bancos encerrarão o processamento dos pagamentos, marcando o fim definitivo do sistema.

Além do DOC, a Transferência Especial de Crédito (TEC), utilizada por empresas para o pagamento de benefícios a funcionários, também deixará de ser oferecida no mesmo horário, às 22h de segunda-feira.

O declínio do DOC e da TEC nos últimos anos é atribuído ao sucesso do Pix, sistema de transferência instantânea do Banco Central. O Pix, lançado em 2020, oferece uma alternativa mais rápida e eficiente para transferências, sem custos para pessoas físicas, o que contribuiu para a migração dos usuários dessas modalidades mais antigas.

Criado em 1985, o DOC permitia o repasse de recursos até as 22h, sendo a transação quitada no dia útil seguinte à ordem. Com o surgimento do Pix e sua característica de transferência instantânea, o DOC perdeu sua relevância, marcando o fim de uma era nas transações bancárias no Brasil.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem