Com impacto da Alimentação e Bebidas, IPCA-15 é de 0,31% em janeiro


Foto: Helena Pontes/Agência IBGE Notícias

 A prévia da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), registrou 0,31% em janeiro, uma redução de 0,09 ponto percentual em relação a dezembro, quando ficou em 0,40%. O resultado foi fortemente influenciado pelo grupo Alimentação e Bebidas, que teve alta de 1,53%, impactando o índice em 0,32 ponto percentual. A batata-inglesa, com aumento de 25,95%, teve o maior impacto individual positivo no mês.

Variação em 12 Meses e por Grupos

Nos últimos 12 meses, a variação do IPCA-15 foi de 4,47%, abaixo dos 4,72% registrados nos 12 meses anteriores. Em janeiro de 2023, o IPCA-15 foi de 0,55%. Dos nove grupos pesquisados, sete registraram alta em janeiro. Além de Alimentação e Bebidas, o grupo Saúde e Cuidados Pessoais teve alta de 0,56%, destacando-se o plano de saúde (0,77%) e itens de higiene pessoal (0,58%).

Por outro lado, o grupo Transportes registrou queda de 1,13%, com destaque para a passagem aérea, que teve uma redução de 15,24%, exercendo o maior impacto negativo no mês (-0,16 ponto percentual). Nos combustíveis, houve recuo nos preços do etanol, óleo diesel e gasolina, enquanto o gás veicular registrou alta.

Variações Regionais

Quanto aos índices regionais, Belo Horizonte teve a maior variação (0,88%), impulsionada pelo aumento nos preços do ônibus urbano e da batata-inglesa. Por outro lado, Brasília apresentou o maior recuo (-0,41%), influenciado pela queda nos preços da passagem aérea e da gasolina.

A prévia do IPCA é calculada com base na metodologia do IPCA, mas com período de coleta de preços de 15 de dezembro a 15 de janeiro, comparado ao período base de 15 de novembro a 14 de dezembro.

Destaques por Grupos

  1. Alimentação e Bebidas: Alta de 1,53%, com destaque para batata-inglesa (25,95%), tomate (11,19%), arroz (5,85%), frutas (5,45%) e carnes (0,94%).

  2. Transportes: Queda de 1,13%, influenciada pela passagem aérea (-15,24%) e recuo nos preços de combustíveis.

  3. Saúde e Cuidados Pessoais: Alta de 0,56%, com destaque para plano de saúde (0,77%) e itens de higiene pessoal (0,58%).

  4. Habitação: Alta de 0,33%, com destaque para energia elétrica residencial (-0,14%) e alta nas taxas de água e esgoto (0,56%).

O próximo IPCA-15, referente a fevereiro, será divulgado em 27 de fevereiro.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem