Até o final de 2023, 1.185 emissoras AM migraram para a faixa FM

 

MCom

O Ministério das Comunicações (MCom) anunciou a conclusão do balanço de migração de emissoras de rádio AM para a faixa de FM até o último dia de 2023. Desde o início desse processo, que teve início em 2013 com o decreto presidencial nº 8.139, 1.185 rádios efetuaram essa importante mudança.

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, destacou que a medida atende a uma demanda antiga do setor, que enfrentava perda de audiência devido à suscetibilidade a ruídos e interferências das transmissões em Ondas Médias (OM). Com a migração para a faixa de FM, as emissoras terão um aumento na qualidade da transmissão, beneficiando a população com um acesso mais eficiente à informação.

O secretário de Comunicação Social Eletrônica do MCom, Wilson Wellisch, esclareceu que nem todas as rádios AM são obrigadas a mudar de frequência, sendo essa uma escolha destinada principalmente às rádios de caráter local. Aquelas que optarem por não migrar serão automaticamente redirecionadas para a categoria de rádios AM regionais, mantendo suas outorgas, mas com características diferentes, como a potência da transmissão.

Atualmente, o MCom registra 28 pedidos de migração em análise e 46 em fase de aprovação. O prazo para a execução do serviço das rádios AM locais se encerrou no final de 2023. Já as rádios AM de alcance regional e nacional podem continuar operando normalmente, com a possibilidade de migrar para a faixa de FM posteriormente, caso desejem.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem