Quase 30% dos Municípios fecharão o ano no vermelho e 46,7% estão pessimistas para 2024

 De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), 28,6% dos municípios brasileiros atrasaram o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos funcionários, que deveria ocorrer até 30 de novembro. Isso representa 1.246 administrações municipais que participaram da pesquisa.

Canva
A pesquisa também revelou que 27,2% das prefeituras acreditam que encerrarão o ano no vermelho. Além disso, 2,7% das prefeituras informaram que a folha de pagamento não está em dia e 44,2% dos gestores municipais responderam que estão em atraso com o pagamento dos fornecedores.

Quanto à segunda parcela do 13º salário, 9,4% dos municípios informaram que devem atrasar o pagamento.

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, destacou que o cenário é preocupante e que é urgente o debate e a implementação de medidas estruturantes para melhorar a situação financeira dos municípios.

O atraso no pagamento do 13º salário é um sinal de que as finanças dos municípios brasileiros estão em dificuldade. Isso é resultado de uma série de fatores, incluindo a crise econômica, a inflação alta e a redução da arrecadação.

O atraso no pagamento do 13º salário pode ter um impacto negativo na economia, pois pode reduzir o consumo das famílias e o investimento das empresas. Além disso, pode gerar insatisfação e desmotivação entre os servidores municipais.

É importante que os governos municipais busquem alternativas para melhorar a situação financeira e evitar que o atraso no pagamento do 13º salário se repita no futuro.

Comentário

Este site é um espaço para discussão e debate de ideias. Todos os comentários são bem-vindos, desde que sejam feitos de forma respeitosa e construtiva.

Postagem Anterior Próxima Postagem